Efeitos Protetores do Exercício para o Coração

 

Vimos no texto sobre reabilitação cardíaca que a prática regular de exercício físico promove diversos benefícios à saúde. De modo geral, as adaptações provocadas tendem a melhorar a circulação sanguínea.

 

Entre elas,  podemos citar:

 

  • Maior dilatação dos vasos sanguíneos: A produção de óxido nítrico estimulada pelo exercício físico promove a dilatação dos vasos sanguíneos melhorando a irrigação sanguínea no organismo.

  • Melhora da disfunção endotelial (camada de células que recobrem a luz de todos os vasos sanguíneos): o exercício físico melhora a disfunção endotelial reduzindo placas de gordura e hipertensão arterial.

  • Melhora a viscosidade sanguínea: a viscosidade sanguínea elevada acentua o processo de aterogênese (formação de placas de gordura). O exercício físico realizado de maneira constante auxilia reduzindo a coagulação do sangue. Consequentemente, observamos uma melhora na fluidez do sangue evitando obstruções nas artérias do coração.

 

Outros Efeitos Positivos do Exercício

 

A prática regular de exercício físico promove uma ampla variedade de adaptações benéficas aos sistema cardiovascular. Indivíduos ativos apresentam taxas menores de mortalidade quando comparados aos sedentários.

 

Outros efeitos positivos da prática regular de exercícios físicos que podemos destacar são:

 

  • Redução da pressão arterial sistêmica;

  • Controle do peso associado a uma dieta balanceada;

  • Fortalecimento de ossos e músculos reduzindo a perda de massa óssea e muscular decorrente do envelhecimento;

  • Maior sensibilidade à insulina e maior tolerância à glicose reduzindo o diabetes;

  • Maiores concentrações de HDL-C (colesterol bom);

  • Menores concentrações de LDL (colesterol ruim) e Triglicerídeos;

  • Melhora o sono;

  • Redução do estresse, ansiedade e depressão;

  • Melhora da atividade sexual;

  • Reduz o risco de vários tipos de câncer;

  • Socialização.

 

Menos Inflamação

 

A prática regular de exercícios físicos (junto a um trabalho importante de reeducação alimentar), tende a reduzir a quantidade de gordura no organismo dos pacientes. E as consequências podem ser bastante positivas.

 

O entendimento de que inflamação silenciosa leva à formação e futura ruptura de placas de gordura, nos leva a trabalhar com os pacientes abordando cada etapa desse processo degenerativo, com intuito de planejar estratégias terapêuticas focadas, reduzindo o risco de ataque cardíaco a níveis baixíssimos.

 

Se o nível de LDL colesterol  for excessivo ele se acumulará na parede da artéria,  onde passará por muitas mudanças químicas, entres as quais a oxidação. As moléculas de LDL-colesterol também fazem ligação com moléculas de açúcar e, a partir desse ponto, está acionado o sistema imunológico, tentando combater essa alteração na parede interna nas artérias.

 

“A obstrução das artérias tem início com processos inflamatórios levando a formação das placas de gordura. Quando instalados, esses processos inflamatórios desencadeiam uma série de reações no vaso sanguíneo, atraindo células de defesa para a região. Nosso sistema imunológico entende que depósitos de gordura oxidada e agregada às moléculas de açúcar são como ‘invasores’  estranhos. O resultado disso, a nível molecular, é um intenso trabalho do sistema imunológico na tentativa de combater essas substâncias levando por fim, a formação das placas de gordura nas artérias no corpo. Assim, se não houver uma mudança drástica no estilo de vida, a tendência é que esse processo comece a impedir o sangue de fluir corretamente pelos vasos levando ao infarto agudo do miocárdio.” - Dra. Ananda Caixeta Carneiro (CRM 15082 | Cardiologia 11783).

 

O Exercício físico regular também faz com que as moléculas de HDL (Lipoproteínas de Alta Densidade) tornem-se mais ágeis na remoção do colesterol. Aperfeiçoam o funcionamento dos subtipos de HDL que atuam melhor e reduzem a participação dos subtipos que não funcionam tão bem.

 

Assim, com menos inflamação e com o sangue fluindo melhor, as placas de gordura no sangue e nas artérias tendem a se estabilizar e até mesmo regredir. Por tudo isso, pessoas com sintomas de doenças do coração e que passaram por um procedimento médico devem começar a praticar exercício físico regular e supervisionado assim que possível. De preferência, em um programa de prevenção e reabilitação cardiovascular.

 

 

*Dra. Ananda Caixeta Carneiro (CRM 15082 | Cardiologia 11783) é cardiologista na Clínica Cardiosport, em Florianópolis/SC.





 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Cardiosport

A Clínica Cardiosport de Prevenção e Reabilitação foi fundada em 1997 e, desde então, tem como proposta a promoção de saúde.

Saúde

Agendamento telefônico

Aviso

Segunda a sexta, das 7h às 20h 

As informações em nosso site tem caráter meramente informativo e não substituem as orientações do seu médico. 

Horário de funcionamento

Segunda à sexta, das 7h às 20h30 

Responsável Técnico:

Dr. Tales de Carvalho - CRM-SC: 4557

Clínica

Siga a Cardiosport:

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Clínica Cardiosport