Por que fazer uma avaliação cardiológica esportiva?

 

 

 

 

É consenso na medicina que a prática regular de exercícios físicos faz bem para a saúde. Além de prevenir doenças, exercitar o corpo é fundamental para a reabilitação de pacientes que passaram por problemas graves, como o infarto do coração.

 

“Os efeitos protetores da atividade física sobre a incidência de doenças cardiovasculares é conhecido desde a década de 1950. O exercício físico melhora a sensibilidade à insulina, acelera a queima de gorduras, aumenta a capacidade que as artérias têm de dilatar e de contrair, mantém a densidade mineral óssea, a capacidade metabólica muscular e aperfeiçoa a circulação sanguínea como um todo” - Dr. Artur Haddad Herdy, Cardiologista e Médico do Esporte (RQE 3188, RQE 4206, CRM-SC 6388).

 

No entanto, é preciso ter atenção. O exercício físico é essencial, mas deve ser realizado com orientação especializada. Muitas pessoas jovens, aparentemente saudáveis, já perderam a vida subitamente, por levarem o seu corpo ao limite sem saber que possuíam alguma doença.

 

Abaixo, o Dr. Artur Haddad Herdy, (RQE 3188, RQE 4206, CRM-SC 6388), Cardiologista e Médico do Esporte da Cardiosport, fala sobre a importância da avaliação cardiológica esportiva para a realização de uma atividade segura e proveitosa.

 

No que consiste a avaliação cardiológica esportiva?

 

Dr. Artur: Quando praticamos algum esporte ou exercício físico, geramos um certo estresse sobre o organismo. Em pessoas saudáveis, esse estresse pode ser bastante positivo e levar à adaptações que deixarão os seus músculos, ossos e sistema cardiovascular mais fortes e eficientes. No entanto, em pessoas doentes, esse mesmo estresse pode ser perigoso e acentuar ainda mais algum quadro degenerativo.

 

A avaliação cardiológica esportiva serve, entre outros fatores, para identificar a existência de algum problema que ponha em risco a segurança do indivíduo. Ela envolve consulta e realização de exames específicos, que irão avaliar a aptidão física do paciente e a sua saúde como um todo. Nessa oportunidade, o médico verifica o histórico de doenças do paciente, realiza e solicita uma série de exames, como:

 

  • Exames clínicos;

  • Exames de sangue;

  • Doppler de carótidas;

  • Eletrocardiograma;

  • Ecocardiograma;

  • Testes de esforço;

  • Antropometria (medidas para avaliar a quantidade de gordura e músculos no corpo).

 

Quem deve fazer a avaliação cardiológica esportiva?

 

Dr. Artur: No geral, a avaliação cardiológica esportiva é indicada para todas as pessoas que decidem realizar algum esporte ou exercício físico em alta intensidade, como correr, jogar futebol, praticar crossfit e musculação - independentemente da idade. No entanto, essa avaliação é ainda mais importante para as pessoas após os 30 anos de idade.

 

Por que 30 anos?

 

Dr. Artur: Sabe-se hoje que é a partir dos 30 anos que grande parte das doenças cardíacas começam a se manifestar. No entanto, ao contrário do que acontece com os idosos, nessa faixa etária os sintomas costumam ser muito discretos. Alguns pacientes jovens nem chegam a sentí-los. Apesar disso, o problema pode existir e colocar a vida da pessoa em risco - o que torna a avaliação cardiológica esportiva muito importante.

 

Quais os sintomas mais comuns?

 

Dr. Artur: No geral, quando os sintomas se manifestam, eles costumam envolver dores no peito, cansaço e falta de ar desproporcionais durante o exercício físico. Em alguns casos, o paciente pode sofrer com desmaios por conta dos problemas cardíacos.

 

Quais problemas cardíacos são esses?

 

Dr. Artur: A causa mais comum de eventos como os infartos do coração é a doença aterosclerótica, provocada pela inflamação e obstrução das artérias coronárias por placas de gorduras. Esse processo, no entanto, é bastante lento. Ele pode ter início já na infância e possui um forte componente genético.

 

Algumas pessoas, mesmo as magras, que se alimentam adequadamente, praticam atividade física e não apresentam sintomas, podem ter um desequilíbrio no sistema de produção do colesterol. Elas têm, naturalmente, mais chances de sofrer com as artérias obstruídas - o que pode levar ao infarto.

Outros problemas cardíacos como as arritmias também podem ter uma manifestação silenciosa e serem bastante perigosos.

 

Além dos exames cardiológicos, que outros exames são realizados?

 

Dr. Artur: Durante a avaliação esportiva cardiológica, é possível verificar se o paciente possui algum outro problema como diabetes e doenças renais. A partir daí, o médico responsável pode indicar o paciente para outros profissionais da saúde, por exemplo.

 

O que acontece se algum problema for detectado?

 

Dr. Artur: Tanto para pessoas saudáveis como para aquelas que apresentem algum problema de saúde, a consulta cardiológica esportiva serve sobretudo para orientação. Em pacientes saudáveis, os cardiologistas e médicos esportivos irão orientar sobre quais exercícios físicos são mais adequados, caso a caso, para que o paciente mantenha a saúde e previna doenças.

 

Já para os pacientes que apresentarem alguma doença cardíaca, as orientações são ainda mais específicas. Estes indivíduos serão orientados não só sobre quais exercícios físicos podem ou devem praticar, mas também sobre o tratamento de sua doença. Isso poderá envolver desde o controle clínico, a administração de medicamentos até a realização de procedimentos e reabilitação.

 

 

Sobre o Autor: Dr. Artur Haddad Herdy, Cardiologista e Médico do Esporte (RQE 3188, RQE 4206, CRM-SC 6388), possui graduação em Medicina pela Universidade Federal Fluminense (1993), mestrado em Ciências da Saúde, Cardiologia e Ciências Cardiovasculares pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2002) e doutorado em Ciências da Saúde: Cardiologia e Ciências Cardiovasculares pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005). Tem experiência na área de Cardiologia, com ênfase em Medicina Esportiva, atuando principalmente nos seguintes temas: Reabilitação Cardíaca, Exercício e doenças cardiovasculares, Teste Cardiopulmonar, Síndrome coronarianas agudas, coração e rheumatic carditis, Hipertensão. É Sócio, Diretor Administrativo e Médico da Clínica de Prevenção e Reabilitação CARDIOSPORT.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Cardiosport

A Clínica Cardiosport de Prevenção e Reabilitação foi fundada em 1997 e, desde então, tem como proposta a promoção de saúde.

Saúde

Agendamento telefônico

Aviso

Segunda a sexta, das 7h às 20h 

As informações em nosso site tem caráter meramente informativo e não substituem as orientações do seu médico. 

Horário de funcionamento

Responsável Técnico:

Dr. Tales de Carvalho - CRM-SC: 4557

Segunda à sexta, das 7h às 20h30 

Clínica

Siga a Cardiosport:

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Clínica Cardiosport