Carboidratos: mitos e fatos

May 21, 2019

Infelizmente, as pessoas estão com medo de comer carboidratos. E isso se deve, em grande parte, ao excesso de informações equivocadas e mitos que circulam pela internet, especialmente nas redes sociais. Muitos influenciadores digitais, que possuem milhares de seguidores, interpretam as pesquisas científicas de forma duvidosa e sensacionalista. Provocam enormes prejuízo para a saúde da população.

 

Os estudos populacionais, como os divulgados pela Revista Nature, são bem claros. Eles mostram que uma alimentação excessivamente pobre em carboidratos é tão perigosa para a saúde quanto o consumo exagerado desse nutriente. O segredo é encontrar o seu próprio ponto de equilíbrio” -  Dr. Guilherme Cysne Rosa, Nutricionista (CRN 1199).

 

 

Efeitos da Falta de Carboidratos

 

O carboidrato é o combustível nobre do cérebro humano e dos nossos músculos. Sem o aporte adequado de carboidratos, nosso organismo funciona muito mal. Em atletas, os efeitos são ainda mais graves. O indivíduo perde as forças para fazer exercícios, comprometendo seriamente o seu desempenho e saúde.

 

Entre os efeitos da falta de carboidratos no organismo, podemos citar:

  • Queda da imunidade;

  • Confusão mental;

  • Alterações no ciclo menstrual;

  • Perda de massa muscular;

  • Perda de massa óssea (osteoporose e osteopenia);

  • Problemas cardiovasculares;

  • Redução da taxa metabólica basal.

 

 

A taxa metabólica basal representa a quantidade de energia necessária para que o corpo realize as atividades básicas para manter-se vivo. Uma vez que o organismo percebe uma restrição no consumo de carboidratos, ele tende a ficar mais lento e a reduzir esse gasto energético” -  Dr. Guilherme Cysne Rosa, Nutricionista (CRN 1199).

 

 

Assim, mesmo reduzindo a ingestão de carboidratos, o processo de emagrecimento pode ser muito difícil por conta das alterações provocadas no metabolismo. Muitas vezes, em pessoas com restrição de carboidratos, o primeiro objetivo do nutricionista passa a ser regular a taxa metabólica basal do paciente - o que pode ser avaliado com o exame de calorimetria.

 

É importante prestar atenção também aos casos em que a redução de peso é fácil e/ou significativa. Muitas vezes, além de gordura, os pacientes com restrição de carboidratos perdem massa magra (músculos). E isso pode ter implicações graves para a saúde e performance do indivíduo.

 

 

Quadros Compulsivos

 

Muitas pessoas com sobrepeso e outros problemas de saúde chegam ao consultório com metabolismo reduzido em 30% por conta da falta de carboidratos. Isso significa que, nessa situação, se quiserem perder peso, esses pacientes precisam comer 30% menos do pouco que ainda podem comer. Um problema que pode levar a distúrbios de humor, agressividade e quadros compulsivos.

 

 

Esse é um efeito muito grave das dietas que restringem radicalmente o consumo de carboidratos. Uma vez que o paciente encontra uma brecha, ele pode ter episódios compulsivos. Assim, é comum que nos fins de semana, por exemplo, em vez de comer um pedaço de chocolate, as pessoas comam a barra toda. Isso neutraliza todo esforço feito até ali e acarreta em um grande sentimento de culpa e frustração” -  Dr. Guilherme Cysne Rosa, Nutricionista (CRN 1199).

 

 

Carboidratos: quantidade x qualidade

 

Existe hoje uma confusão muito grande sobre os tipos de carboidrato. No geral, as pessoas acreditam que comer uma porção de arroz branco, tomar um refrigerante, comer uma banana, biscoito recheado ou aipim provoca o mesmo “efeito” no organismo, por serem alimentos / produtos ricos em carboidratos. O que não é verdade.

 

Existem os carboidratos de alto índice glicêmico, que chegam rápido à corrente sanguínea. Existem os de baixo índice glicêmico e os de liberação gradual. Existem os monossacarídeos, os dissacarídeos e os polissacarídeos. O nutricionista trabalha para ajustar a quantidade e a qualidade do carboidrato à necessidade de cada pessoa.

 

 

“Hoje, as pessoas pagam mais caro e compram produtos Low Carb acreditando que são mais saudáveis apenas por que não possuem carboidratos. É preciso entender que o carboidrato presente em um aipim e nas frutas é diferente do carboidrato de um Petit Gateau, por exemplo” - Dr. Guilherme Cysne Rosa, Nutricionista (CRN 1199).

 

 

Alimentação Equilibrada

 

Ter uma alimentação saudável e equilibrada pode ser mais fácil e barato do que se imagina. Basicamente, ela deve ser composta de macronutrientes (carboidratos, gorduras e proteínas) e de micronutrientes (sais minerais, vitaminas, etc) que podem ser encontrados em alimentos naturais, do nosso dia a dia. Recursos como os suplementos alimentares e vitamínicos devem ser utilizados apenas quando necessário.

 

É preciso que as pessoas voltem a comer comida de verdade e abandonem as comidas industrializadas, ricas em gorduras trans, sal e açúcares refinados. Uma boa dieta pode ser feita com ovos, carnes, verduras e também carboidratos de boa qualidade, como os presentes nas frutas, grãos, cereais e raízes, por exemplo.

 

 

“É preciso pensar em uma escala de merecimento de carboidrato. A quantidade e o tipo de carboidrato necessário para cada pessoa estão diretamente relacionados ao nível de atividade física de cada pessoa. Além disso, é preciso que os pacientes se planejam. É preciso ir mais à feira e abandonar os industrializados. Dá um pouco mais de trabalho, mas a qualidade de vida é muito melhor” - Dr. Guilherme Cysne Rosa, Nutricionista (CRN 1199).  

 

 

 

Sobre o autor: Dr. Guilherme Cysne Rosa (CRN 1199), nutricionista da Cardiosport, possui intercâmbio de graduação em Nutrición humana y diétoterapia pela Universitat de Valencia (2002) e graduação em Nutrição pela Universidade do Vale do Itajaí (2005). Mestrado em Nutrição - Metabolismo e Dietoterapia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007). Pós-Graduado em Nutrição Esportiva pela Universidade Castelo Branco (2009). Pós-Graduado em Nutrição Esportiva Funcional pela VP Consultoria Nutricional (2012). Especialista em Nutrição em Esportes por Mérito pela Associação Brasileira de Nutrição (2012). Docente do Curso de Pós Graduação em Nutrição Esportiva Funcional da UNICSUL - VP. Nutricionista do AVAÍ Futebol Clube. Proprietário e Responsável técnico da SANNUTRI Consultoria e Assessoria em Nutrição.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Cardiosport

A Clínica Cardiosport de Prevenção e Reabilitação foi fundada em 1997 e, desde então, tem como proposta a promoção de saúde.

Saúde

Agendamento telefônico

Aviso

Segunda a sexta, das 7h às 20h 

As informações em nosso site tem caráter meramente informativo e não substituem as orientações do seu médico. 

Horário de funcionamento

Responsável Técnico:

Dr. Tales de Carvalho - CRM-SC: 4557

Segunda à sexta, das 7h às 20h30 

Clínica

Siga a Cardiosport:

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Clínica Cardiosport