Benefícios do Método Pilates para a Saúde dos Atletas

 

Muito além da reabilitação física, o Método Pilates é em sua origem um método de condicionamento físico. É isso que Joseph Pilates descreve em seu livro “O Retorno a vida pela Contrologia” (1945) e no qual ele ressalta a importância de nos esforçar constantemente na busca de um corpo forte e saudável

 

Diferente de outros métodos de condicionamento físico,  no Pilates o aluno executa no máximo 10 repetições de cada exercício, o que permite ao instrutor estimular os mesmos grupos musculares em diferentes movimentos, ampliando o controle que o aluno possui sobre o próprio corpo.  

 

As centenas de diferentes exercícios do Método Pilates ajudam a promover aumento na força, na mobilidade, na flexibilidade, na estabilidade e, por consequência, uma melhora no equilíbrio e na postura do aluno. Benefícios como diminuição da dor articular, melhora do bem estar e maior disposição também estão relacionados à prática de Pilates.

 

Princípios do Pilates

 

O Método Pilates possui alguns princípios, que guiam a execução de todos os exercícios no solo e nos aparelhos. São eles: 

 

  • Concentração: Manter a mente plenamente concentrada no objetivo do exercício que está executando. “É a mente que esculpe o corpo”.

  • Respiração: Os músculos do abdômen, do tórax e do assoalho pélvico são ativados no movimento conhecido como “Onda Respiratória”.

  • Precisão: Conseguir mover exatamente a parte do corpo que você quer. As instruções devem ser seguidas com fidelidade.

  • Isolamento: Aprender a trabalhar músculos e segmentos corporais de forma separada dos demais.

  • Rotina: Qualidades como paciência, persistência e disciplina são indispensáveis para ter resultado.

  • Centralização: É a capacidade do indivíduo de centralizar a força na região do Core antes de fazer os movimentos com braços, pernas e coluna. A centralização depende diretamente de uma boa execução da onda respiratória.

  • Fluidez: É o resultado da prática somada de todos os outros princípios, criando leveza e control.

 

A Importância do Core

 

O Core, de acordo com Joseph Pilates, é a região central do corpo onde produzimos a força “The Powerhouse of the body”. Milésimos de segundos antes de levantar um braço ou de estender os joelhos, nós precisamos contrair o Core para realizar estes movimentos. 

 

O centro “Core” é a base para que todo o seu corpo trabalhe integrado sem gerar compensações ou prejudicar a postura.  Ele inclui um grupo de músculos profundos que têm a função de sustentação da coluna, como os multifídios e o transverso do abdome (a camada mais profunda da parede abdominal) e um grupo de músculos periféricos, (como o reto do abdome e o glúteo máximo),  normalmente denominados como músculos globais. E é por isso que o Core é tão importante na reabilitação física e é cada vez mais valorizado no treinamento de atletas. 

 

“E essa é a grande vantagem do Método Pilates para os atletas: O Pilates trabalha muito o Core, a centralização da força e a estabilidade do alinhamento postural. Em todos os exercícios, os alunos são instruídos a acionar os músculos do Core até conseguirem realizar automaticamente a onda respiratória.” - Patrícia Vieira Ramos, profissional de Educação Física (CREF 9844-G).

 

 

Método Pilates na Preparação Física de Atletas

 

Os atletas estão constantemente buscando aperfeiçoar o desempenho das suas capacidades físicas  e técnicas, seja para tornarem-se mais competitivos ou simplesmente para prevenir lesões a fim de conseguirem manter-se ativos por mais tempo. Geralmente, os atletas começam a praticar Pilates por indicação médica, porque já se lesionaram ou porque a sua flexibilidade e postura estão bem comprometidas. 

 

O interessante, no entanto, é que os atletas acabam aderindo ao Pilates após essa fase de reabilitação porque, provavelmente, percebem o quanto esse método de treinamento contribuiu para melhorar aspectos como nível de dor, de força, de flexibilidade, de  estabilidade, de mobilidade e a postura, além do controle mental sobre os movimentos.

 

Os praticantes de esportes com prancha, por exemplo, precisam de muita força e estabilidade no no Core para conseguir realizar rotações em várias articulações de forma simultânea e integrada, sem que percam o equilíbrio. Os exercícios do Pilates podem ajudar a aprimorar de forma parcial e integrada esses movimentos rotacionais, além de contribuírem de forma significativa para melhorar o alinhamento postural desses atletas.

 

Os praticantes de futebol e de corrida de rua costumam praticar exercícios para melhorar a flexibilidade dos membros inferiores, como uma forma de  compensar o impacto sofrido e ajudar a ampliar a passada da corrida. Eles também treinam Pilates para melhorar a estabilidade do quadril e dos joelhos, que são articulações bastante exigidas nessas modalidades. Enquanto a ênfase para eles é na parte inferior do corpo, os nadadores treinam para melhorar os movimentos com as articulações dos membros superiores, para fortalecer a estabilidade da cintura escapular e do tronco todo. 

 

Prescrição Personalizada

 

Independente da modalidade praticada e do nível do atleta, as aulas de Pilates são sempre prescritas de forma personalizada, respeitando os objetivos específicos de cada um. A progressão dos treinos de Pilates é feita com base no nível de dificuldade dos exercícios e na complexidade das séries, que vão exigindo cada vez mais consciência corporal, memória e resistência física. 

 

“Uma boa relação da força com a flexibilidade muscular, da mobilidade com a  estabilidade articular e, especialmente entre corpo e mente é a chave para manter a postura alinhada e bem equilibrada. Os exercícios de Pilates foram criados para proteger a coluna vertebral e para revitalizar o corpo. Como o Pilates pode auxiliar no tratamento e prevenção de lesões, ele também é um importante meio para cuidar da saúde do atleta e pode contribuir de maneira significativa para a longevidade da sua carreira esportiva. É cada vez mais comum encontrarmos atletas com mais de 45 anos buscando superar limites, os triatletas e os surfistas são exemplos dessa tendência.” - Patrícia Vieira Ramos, profissional de Educação Física (CREF 9844-G).

 

Você que pratica esportes, seja de forma recreacional, amadora ou profissional, não precisa abrir mão da sua saúde para melhorar o seu desempenho! A prática de Pilates pode ajudá-lo a prevenir lesões sem prejudicar a sua rotina de treinamentos físicos e técnicos. 

 

A Clínica Cardiosport possui um espaço exclusivo dedicado ao Método Pilates para atender desde atletas que necessitam fazer a sua reabilitação física, quanto aqueles que estão buscando maximizar o seu desempenho de forma segura. Nossos profissionais são referência em treinamento físico, medicina do esporte e reabilitação. Conte conosco.

 

 

Sobre a Autora: *Profa. Ms. Patrícia Vieira Ramos (CREF 9844-G) é Mestre em Educação Física pela UFSC (2015) e possui mais de 20 anos de experiência na área. Tem certificação em treinamento e reabilitação física pelo Método Pilates e possui diversas participações em Congressos e Workshops, nas áreas de Fisiologia e Biomecânica do Exercício. Atualmente, atua como Personal Trainer e Instrutora de Pilates na Cardiosport, além de ter uma empresa especializada em Consultoria Esportiva, na qual orienta e avalia atletas amadores. Já realizou palestras e cursos sobre atividade física e saúde, possui cursos em diversas modalidades e é atleta de natação e bodyboarding.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Cardiosport

A Clínica Cardiosport de Prevenção e Reabilitação foi fundada em 1997 e, desde então, tem como proposta a promoção de saúde.

Saúde

Agendamento telefônico

Aviso

Segunda a sexta, das 7h às 20h 

As informações em nosso site tem caráter meramente informativo e não substituem as orientações do seu médico. 

Horário de funcionamento

Responsável Técnico:

Dr. Tales de Carvalho - CRM-SC: 4557

Segunda à sexta, das 7h às 20h30 

Clínica

Siga a Cardiosport:

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Clínica Cardiosport