Método Pilates no Tratamento da Dor Lombar Crônica

 

As dores na região lombar tornaram-se um problema de saúde pública, com prevalência de até 70% da população de países industrializados. Esse dado está diretamente relacionado a excessivos gastos com tratamentos médicos, faltas ao trabalho, além da diminuição do bem estar e da qualidade de vida dos indivíduos.

 

Fatores como idade avançada, carregar pesos, realizar movimentos repetitivos, tabagismo, obesidade, passar muito tempo sentado e baixa escolaridade são comuns entre pessoas com queixa de dor lombar. Ela é mais frequente em mulheres do que em homens, o que pode ocorrer devido aos menores níveis de atividade física entre as mulheres, menor massa muscular, maior quantidade de gordura, menor densidade óssea e uma maior fragilidade nas articulações. Essas características somadas a uma jornada dupla de trabalho e a esforços físicos repetitivos aumentam bastante o risco de surgimento da dor lombar nas mulheres.

 

Por apresentar característica multifatorial, a dor lombar possui um difícil diagnóstico e por isso o seu tratamento deve abranger diferentes aspectos da vida e da saúde de um indivíduo. Evitar carregar pesos, controlar o peso corporal, realizar fisioterapia, praticar exercícios físicos, manter um bom nível de força, melhorar a flexibilidade e a postura estão entre as principais medidas adotadas por quem sofre com dores na lombar.

 

Atualmente, o Método Pilates de reabilitação e treinamento físico tem sido amplamente recomendado para pessoas que sofrem de dor lombar. Benefícios como o aumento da flexibilidade, da mobilidade, da força e da estabilidade do corpo podem ser conquistados praticando-se Pilates de 2 a 3 vezes por semana. O mais interessante é que esses benefícios são alcançados sem a necessidade de o aluno realizar incontáveis repetições e exercícios porque sempre serão priorizadas as técnicas respiratória e motora.

 

A centralização, capacidade de integrar os movimentos a partir do centro do corpo, é uma importante técnica ensinada nas aulas de Pilates, o que permite aos alunos movimentarem-se sem realizar compensações como retificar a lombar na posição sentada ou acentuar a lordose lombar na posição em pé. Os exercícios são associados a um controle respiratório que se realizado de forma correta, estimula a contração dos músculos profundos do tronco, fortalecendo-os e melhorando a estabilidade da coluna vertebral.

 

A utilização dos equipamentos dos estúdios de Pilates auxilia na execução de movimentos em diferentes posições, planos corporais e com vários níveis de amplitude e dificuldade. Mesmo nos casos em que a dor lombar é causada por alterações morfológicas das vértebras, hérnias ou desvios posturais acentuados, as aulas de Pilates podem auxiliar a melhorar o nível de capacidade funcional do aluno e consequentemente atenuar o problema.

 

Se você não sente dor lombar, poderá praticar Pilates para preveni-la. Mas se você sofre com esse mal, procure identificar os fatores que podem estar acentuando o quadro de dor e procure ajuda de profissionais qualificados para tratá-la. Associar fisioterapia e Pilates irá contribuir para a diminuição da dor e para melhorar a qualidade de vida. Afinal, ninguém precisa viver dependente de remédios ou de ajuda para realizar as tarefas diárias.

 

Joseph H. Pilates, em seu livro Return to Life Though Contrology (1945) relatou: “A arte do Pilates prova que a sua idade não é medida em anos, ou como você acha que você se sente, mas sim pela flexibilidade normal da sua coluna ao longo da sua vida.”

 

Referências:

 

1. Eliks M, et al. Application of Pilates-based exercises in the treatment of chronic non-specific low back pain: state of the art. Postgrad Med J 2019.

 

2. Baillie L, et al. Predictors of functional improvement in people with chronic low back pain following a graded Pilates-based exercise programme. J Bodyw Mov Ther,

2019.

 

3. Guizelllini GM, et al. Dor lombar crônica em uma população adulta do Sul do Brasil: prevalência e fatores associados. Rev. Bras.Nutr. Esp. 2018.

 

4. Nascimento PRC, et al. Prevalência da dor lombar no Brasil: uma revisão sistemática. Cad. Saúde Pública, 2015.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Cardiosport

A Clínica Cardiosport de Prevenção e Reabilitação foi fundada em 1997 e, desde então, tem como proposta a promoção de saúde.

Saúde

Agendamento telefônico

Aviso

Segunda a sexta, das 7h às 20h 

As informações em nosso site tem caráter meramente informativo e não substituem as orientações do seu médico. 

Horário de funcionamento

Responsável Técnico:

Dr. Tales de Carvalho - CRM-SC: 4557

Segunda à sexta, das 7h às 20h30 

Clínica

Siga a Cardiosport:

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Clínica Cardiosport